• Revista lounge*

Saúde

Whey protein: os mitos sobre um dos suplementos mais consumidos

O mercado de suplementos alimentares movimenta cerca de R$ 1,5 bilhão por ano, sendo o Brasil um dos maiores mercados de suplementos do mundo, perdendo apenas para Estados Unidos e Austrália de acordo com dados da pesquisa pela realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri).

De acordo com empresário do mundo fitness e atleta Daniel Cohen, um dos suplementos mais consumidos é o Whey Protein, conhecido por ser produzido com base na proteína do soro do leite. “É suplemento de altíssimo valor biológico, sendo bem aproveitado pelos músculos e outros tecidos do corpo. Além de ser uma ótima opção de suplemento para quem procura manter ou aumentar a massa muscular”, orienta.

Assim como todo suplemento, o Whey também é alvo de vários mitos e verdade. E Daniel Cohen desmistificou alguns deles:

Faz mal para os rins?

Constantemente associado a problemas renais, o uso do suplemento a base de soro do leite pode sobrecarregar os rins quando usado em excesso, ou caso a pessoa já tenha predisposição ao problema. “O excesso de proteína é excretado pelo organismo, e quando ingerido em doses maiores ou várias vezes ao dia sem uma orientação, a pessoa pode facilmente ultrapassar a necessidade diária de proteínas e sobrecarregar os rins”, explica Cohen.

Engorda?

O uso do suplemento não causa ganho de gordura. Para as células, a principal fonte de energia são os carboidratos. É apenas na ausência destes, que as gorduras e proteínas podem ser utilizadas para manter as funções metabólicas. Ou seja, quem mantém um consumo equilibrado de calorias e se exercita diariamente não terá ganho de peso. “É o excesso de calorias na dieta que pode levar ao sobrepeso e não apenas um produtos em si”, aponta.

Altera a produção de hormônios?

Por ser um derivado do leite, não há hormônios no Whey. Portanto, afirmar que o suplemento traz malefícios ao funcionamento da tireoide e de outras glândulas produtoras de hormônio é um definitivamente mito. E mesmo apresentando função anabólica – estímulo ao crescimento muscular –, o Whey não é caracterizado como uma droga anabolizante.

Causa osteoporose?

“A crença de que não apenas o consumo de Whey, como dietas com alto teor de proteína poderiam causar perda de massa óssea não são comprovadas por estudos científicos”, afirma Daniel. Inclusive, uma pesquisa publicada no British Journal of Nutrition concluiu que ratos que receberam frações de Whey Protein apresentaram uma diminuição da reabsorção óssea, deixando os ossos mais densos e fortes.




Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais em Saúde

Recentes

Entertainment

Almoço lounge*

By 11 de julho de 2020

Gastronomia

Banana Café

By 10 de julho de 2020

Gastronomia

A Fornada

By 9 de julho de 2020

Gourmet

Polvo com Trufas

By 8 de julho de 2020

Gourmet

Tuy Bar, Cocina

By 7 de julho de 2020
To Top