• Revista lounge*

Vinarium volta rebatizado, com ambiente e menu renovados

Gourmet

Vinarium volta rebatizado, com ambiente e menu renovados

Após quatro meses fechado para reforma, o restaurante Vinarium reabre nos Jardins com novo sobrenome. Agora passa a se chamar Vinarium Antica Trattoria. O imóvel ganhou um ambiente muito mais acolhedor com o projeto que apostou em peças de antiquário, tijolinhos de demolição, lustres antigos e detalhes em madeira e ferro – tudo remete ao clima de uma pequena, tradicional e aconchegante trattoria.

Em harmonia com esse conceito, o chef napolitano Ciro Sabella propõe clássicos da culinária do seu país, pratos históricos e receitas que fazem parte de sua longa trajetória profissional.

A seção Antipasti, que traz recordações da cozinha da mamma, relaciona, por exemplo, a Frittura napoletana, uma combinação de nhoque de abobrinha frito, polenta e croquete com mussarela (R$ 18), e o Tonno, basilico e salsa della Costiera Amalfitana, um tartare de atum, manjericão, molho de ovos e azeite com atum, aliche, alcaparra e limão-siciliano (R$ 24).

As receitas do Sul da Itália se espalham pelo cardápio. Na lista de pratos principais estão o Paccheri al sugo di polpo, massa seca típica da Campanha, com molho de polvo, azeitonas e farinha de rosca feita na casa (R$ 63); e o Gamberoni imbufaliti con pomodoro e mozzarella, preparado com camarão-rosa frito, tartare de tomate e mussarela de búfala (R$ 48).

Pratos de outras regiões da Bota ganham espaço no menu de Sabella, como o Tonnarelli cacio e pepe, massa romana com queijo de ovelha e pimenta-do-reino (R$ 57) e a Spalla di agnello arrosto e polenta alla fonduta, uma paleta de cordeiro com polenta e queijo piemontês fundido (R$ 68).

A confeitaria do Sul da Itália marca presença com o Cannoli alla siciliana, os tradicionais canudos recheados com creme de ricota e frutas cristalizadas (R$ 25), e a Pastiera di grano, torta napolitana com grão de trigo, ricota e frutas cristalizadas (R$ 21). O chef também reproduz um doce que foi premiado na Itália no ano passado, o babamisù (R$ 28). Para beber, os limites geográficos não são muito rigorosos. Entre os drinques, há preparos como o mojito cubano, a margarita mexicana, o manhattan americano e a brasileiríssima caipirinha. Negroni, bellini e aperol spritz, claro, marcam o território italiano no bar. A carta de vinhos contempla rótulos de diversas partes do mundo, dispostos numa adega com mais de 600 garrafas.

O Chef

Ciro Sabella é napolitano e morou em Stuttgart, na Alemanha, onde trabalhou como chef, representante de vinhos italianos e proprietário de restaurantes – todos de cozinha da Bota. Sua última casa lá ostentava o nome Vinarium, o mesmo que ele trouxe para o seu endereço paulistano, aberto em 2010.

Serviço

Alameda Lorena, 1214, Jardim Paulista

Telefone: (11) 2659-2419

Funcionamento: Segunda a sexta, das 12h à 0h; sábado, das 12h à 1h; domingo das 12h às 18h.

foto Johnny Mazzilli




Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais em Gourmet

To Top