• Revista lounge*

Revista lounge*

Marrocos, a fascinante “terra do sol poente”

Travel

Marrocos, a fascinante “terra do sol poente”

Considerado um dos destinos mais fascinantes do mundo, o Reino do Marrocos está localizado no Magrebe, no noroeste  africano, e faz fronteira com a Argélia e a Mauritânia.

Situada entre o mar Mediterrâneo e o oceano Atlântico, a “terra do sol poente” contrasta com a poeira do deserto do Saara em meio ao colorido das medinas, antigos centros comerciais, em uma perfeita combinação de aromas e sabores.

Na capital do país, Rabat, o turismo não é tão fervescente quanto na famosa Marrakesh, repleta de luxuosos hotéis e resorts. Do mesmo modo, Tânger, Fez, Casablanca são destinos certeiros dos turistas.

Sem dúvida, desembarcar no Marrocos é uma experiência única, e para te ajudar listamos algumas dicas dadas pela nossa leitora Natália Moraes que visitou o país recentemente.

Costumes e cultura

O Marrocos é um país predominantemente mulçumano, árabe e francês são as línguas mais faladas. Nos pontos turísticos, espanhol e inglês. Por se tratar de um país mulçumano, o álcool é bastante restrito, sendo consumido basicamente nos hotéis. Outro ponto delicado é a questão do assédio feminino. “As mulheres estrangeiras chamam muita atenção dos marroquinos. E apesar dos alertas em relação à condição feminina no Marrocos, não tive nenhum problema”, comenta Natália.

Negocie tudo

No Marrocos tudo é negociável. Faz parte da cultura, eles gostam e até se sentem ofendidos se você não barganhar, pagando o preço inicial.

No geral, os descontos são de 50% a 80 %. Nos souks, grandes mercados de rua localizados dentro das medinas, mesmo que você ofereça um valor muito baixo e o vendedor não aceite, vale sair andando. Certamente eles irão atrás de você oferecendo um preço melhor.

Isso não se aplica a restaurantes.

No Brasil, estamos acostumados a entrar em lojas e sempre dar “uma olhadinha”, às vezes experimentar e não levar. No entanto, para os marroquinos isso é ofensivo. “Se entrou numa loja, eles praticamente não vão te deixar sair sem levar algo”, explica Natália.

No táxi, vale negociar o valor antes. Os motoristas, não utilizam taxímetro, e você pode pagar o que achar justo. Mas, se o valor não agradar costumam ficar bem irritados. E não se espante se tiver que dividir o táxi com outros passageiros que estiverem indo na mesma direção. No Marrocos é comum compartilhar o táxi com outras pessoas, e a vantagem está na economia.

Comidas e chás

Conhecida pela sua diversidade, a culinária marroquina é rica em cores, sabores e aromas perfumados, principalmente os das especiarias.

Come-se muito bem em Marrocos, couscus, tajine e platilla são alguns exemplos dos pratos típicos. Entre os restaurantes recomendados pela nossa leitora estão: Comptoir Darna, bô zin, Dar Yacout, Le Marocain (localizado no hotel La Mamounia, foi eleito um dos seus favoritos), AZAR, Al Fassia, Terrasse des épices e Dar Moha.

Os chás marroquinos são uma atração à parte. Vale a pena experimentar em qualquer ocasião, já que eles são oferecidos em todos os lugares, como votos de boas vindas, após as refeições.

Este slideshow necessita de JavaScript.




Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Travel

To Top