• Revista lounge*

Revista lounge*

Restaurant Week: 12 sobremesas que contemplam a gastronomia internacional

Restaurant Week: 12 sobremesas que contemplam a gastronomia internacional

Gourmet

Restaurant Week: 12 sobremesas que contemplam a gastronomia internacional

Maior festival gastronômico do país é um prato cheio para os famintos por novas experiências gastronômicas

Uma ótima oportunidade para conhecer os restaurantes de Brasília, a Restaurant Week tem como tema de sua 18ª edição a gastronomia internacional. O maior festival gastronômico do país permite ao cliente viajar e conhecer os mais diferentes sabores e preparos da culinária mundial, e é claro que os doces não ficariam de fora da proposta. Foi pensando nisso queselecionamos sobremesas típicas de diferentes continentes para você experimentar.

Com inspiração asiática, alguns doces chamam a atenção nesta edição. Dentre eles, o suspiro limeño, oferecido pelo nipo-peruano Nikkei Sushi Ceviche e Bar, é capaz de combinar notas cítricas e doces ao paladar, em mistura que segue a linha andina-asiática de sua cozinha.

Outra pedida é o kulfi de morango (sorvete indiano com crocante de chocolate branco) do TAJ Bar ou a outra escolha: a panqueca Indonésia, recheada com creme de amendoim e banana, acompanhada de sorvete de doce de leite.

Já no Kannika, se destacam duas das sobremesas asiáticas mais famosas internacionalmente: o tailandês tap tim crob, feito com cubos de castanha-de-água banhadas em leite de coco; e o indiano gulab jamun, que apresenta bolinhas airadas a base de leite com semolina, mergulhadas em caldo de rosas.

Uma das cozinhas mais apreciadas em todo mundo, a gastronomia italiana não poderia ficar de fora. No Abbraccio, quem pedir o menu do festival poderá encerrar a experiência com um tradicional cannolli – proveniente da Sicília, o quitute consiste em crocante tubo de massa doce frita e recheada com creme de ricota.

Outra iguaria da Terra da Bota, a sbrisolona com salsa al caffe é servida no La Tambouille. A sobremesa de Mântua se assemelha a um grande e crocante biscoito de amêndoas. Seu nome em italiano quer dizer “esmigalhada”, uma referência à aparência do quitute.

A vizinha França é representada pelo Contemporâneo Toujours. O restaurante prepara o tradicionalíssimo crème brûlée, creme à base de leite, ovos, açúcar e baunilha com crosta crocante de açúcar maçaricado.

Ainda na Europa, o Sagres não foge às raízes e mostra que é “uma casa portuguesa, com certeza”. O menu do festival tem como alternativas de sobremesa o papo de anjo e o molotof,que muito se parece com os pudins brasileiros.

Depois da Europa, que tal passear pela cozinha do Oriente Médio? No Árabe Gourmet, são servidas panquecas de queijo com raspas de pistache e calda de rosas: o ataief.

Já a culinária sul-americana também chega bem representada nesta edição. O BSB Grilloferece um quitute muito comum nas cozinhas da Argentina e do Uruguai: a panqueca recheada com doce de leite, que chega à mesa acompanhada de uma bola de sorvete.

Este slideshow necessita de JavaScript.




Continue Lendo
Você pode gostar...
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Gourmet

To Top