• Revista lounge*

Revista lounge*

Ilha da Madeira: Calendário agitado

Revista lounge*

Ilha da Madeira: Calendário agitado

A vasta lista de eventos é motivo de orgulho para a Madeira. Durante todo o ano, o destino tem comemorações de diferentes estilos, sendo regionais, nacionais e internacionais, que atraem milhares de visitantes e apresentam toda a sua oferta cultural.

Com a chegada da primavera em abril, quando se sente ainda mais intenso o perfume das flores na Madeira, é comemorada a Festa da Flor, que celebra o florescer típico da época e destaca todo o encanto de uma das maiores atrações locais. A capital Funchal é o palco principal deste espetáculo de cores.

Festa das Flores (Crédito: Francisco Correia)

O festival acontece um pouco por toda a ilha durante duas semanas de programação intensa. No primeiro dia, o Cortejo Infantil toma conta das ruas. Cada criança presente coloca uma flor em um mural chamado “Muro da Esperança”. A construção do muro termina com uma largada de pombos e uma apresentação dos pequenos.

Já no segundo dia, durante o Grande Cortejo da Flor, centenas de figurantes e carros alegóricos decorados com o tema atravessam o centro da cidade ao som de muita música, mostrando sua exuberante e diversificada flora. Também são imperdíveis o Mercado das Flores, a Exposição e os tapetes de flores, que decoram parte das ruas da cidade.

Desde 2002, o Festival do Atlântico marca o início do verão com vários festejos distribuídos ao longo de junho. O principal é o Concurso Internacional de Fogos de Artifício, realizado durante todos os sábados do mês, que deslumbra o público e ilumina o céu da ilha. Os concorrentes fazem apresentações de 20 minutos de duração, harmonizadas com músicas, o que promove um show de luz e som nos cenários madeirenses.

Não se pode falar da Madeira e deixar de citar um dos mais importantes produtos portugueses, o vinho. O destino é perfeito para os amantes da bebida e, para festejar os hábitos ancestrais da população madeirense, promove-se a tradicional Festa do Vinho. São diversas atividades realizadas entre final de agosto e início de setembro, período em que se iniciam as vindimas em toda a ilha.

Festa do Vinho

O evento estende-se por toda a cidade e outros pontos da ilha, que fica repleta de quadros vivos alusivos ao tema, como barris, cestos de vindimas, meios de transporte tradicionais, entre outros, além de provas de vinhos, exposições de artesanato local e atuações de grupos folclóricos, com muita música e apresentações da Orquestra da Madeira. A festa não estaria completa sem as delícias típicas da gastronomia.

A apanha da uva é um dos momentos mais esperados. Na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, os visitantes são convidados a participar e ainda elaborar o vinho, tudo em um ambiente de muita alegria característico de um arraial madeirense, proporcionando uma experiência inesquecível.

A espetacular queima de fogos de artifício encerra o calendário de eventos. Muita animação nas ruas e o clima de festa ao som das doze badaladas fazem da celebração de fim do ano uma das mais conhecidas em todo o mundo.

Fogos de Artifício (Crédito: Direção Regional de Turismo da Madeira)

É com o começo das iluminações decorativas nas ruas do Funchal que se dá início ao programa das Festas de Natal e de Fim de Ano. As comemorações consistem em um cronograma recheado de manifestações culturais, religiosas, étnicas e artísticas, que abrangem todo o mês de dezembro e terminam com a celebração do dia de Reis, em janeiro.

Para o Natal, os moradores preparam presépios, iguarias e doces, como o bolo de mel, as broas, os licores caseiros e a carne de vinha-d’alhos, um dos pratos mais famosos da culinária madeirense. No dia 23 de dezembro, com muita alegria, acontece a festa da Noite do Mercado, onde os madeirenses aproveitam para fazer as últimas compras natalinas.

Depois das comemorações de Natal, a animação continua em clima de antecipação do Réveillon, com o famoso espetáculo de fogos de artifício, reconhecido oficialmente pelo livro de recordes do Guiness, em 2006, como o maior do mundo. Com as badaladas da meia-noite do dia 31 de dezembro, o céu se ilumina de cor e luz, decorando a chegada de um novo ciclo.




Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais em Revista lounge*

To Top