• Revista lounge*

Revista lounge*

De vilã a mocinha: a banha de porco é muito mais saudável que óleos saturados, como de girassol e canola

De vilã a mocinha: a banha de porco é muito mais saudável que óleos saturados, como de girassol e canola

Saúde

De vilã a mocinha: a banha de porco é muito mais saudável que óleos saturados, como de girassol e canola

Nossos avós é que estavam certos quando cozinhavam com a banha de porco. Ela é livre de gorduras trans, açúcares, possui baixo teor de sódio, é rica em vitaminas B, C, D, cálcio, além de minerais como fósforo e ferro

A banha de porco era um dos principais ingredientes utilizados na cozinha pelas pessoas mais antigas. Porém, com o passar do tempo, ela foi considerada perigosa a saúde por ser uma gordura saturada e muitos mitos foram criados sobre esse alimento. Muitos dizem que a banha de porco fazia mal ao coração, elevava os níveis de colesterol, entupia as artérias, aumentava o risco de infarto e AVC e ainda era responsável pelo aumento de peso.

Tantas informações negativas só fizeram com que as pessoas deixassem de lado a banha de porco, para começar a utilizar os óleos vegetais de milho, soja, girassol e etc… Porém, nos últimos anos, grande parte da comunidade médica parece ter mudado de opinião e começaram a enxergar a gordura animal como uma opção saudável para ser utilizada na culinária.

O nutrólogo e especialista em medicina esportiva, Dr. Flávio Madruga, faz questão de desmistificar o assunto e mostrar aos pacientes os inúmeros benefícios da banha de porco e o motivo dela ser muito mais saudável do que os óleos vegetais refinados.

“Assim como a manteiga, o azeite e o óleo de coco, a banha de porco é rica em graxos monoinsaturados. O que significa que ela é mais estável ao ser submetida ao calor, sendo mais difícil de sofrer oxidação. Diferente os óleos vegetais refinados que são poli-insaturados, oxidam facilmente quando aquecido e liberam substâncias extremamente tóxicas e inflamatórias. “, afirma Madruga.

Benefícios para a saúde

Quanto mais se estuda sobre a gordura animal, mais se confirma que nossos avós é que estavam certos quando cozinhavam com a banha de porco. Ela é livre de gorduras trans, açúcares (excelente para diabéticos), possui baixo teor de sódio, é rica em vitaminas B, C, D, cálcio, além de minerais como fósforo e ferro.

A banha de porco tem uma composição equilibrada entre gorduras saturadas (40%) e gordura monoinsaturada (45%). Ela também ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares, elevando o nível deHDL (o chamado colesterol “bom”) e diminuindo o de LDL (o colesterol “ruim”).

Benefícios na cozinha

É claro que o que realmente deve ser levado em conta, quando falamos em alimentação saudável, são os benefícios dos alimentos para a saúde. Porém, é sempre muito bom quando esses alimentos também podem trazer bem para o bolso, além de deixar as comidas mais saborosas.

A banha de porco, se comparada aos óleos de girassol e canola, por exemplo, é mais barata. Além disso, por não possuir nem sabor nem cheiro, pode ser utilizada em qualquer tipo de preparação sem alterar o sabor da comida.

Gordura que engorda X gordura que não engorda

Comumente as pessoas acharem que a gordura atrapalha a dieta. Mas não é bem assim que funciona. De acordo com Dr. Flávio, gorduras como banha de porco, manteiga e óleo de coco são liberadas na dieta low carb e elas não fazem mal e nem atrapalham o emagrecimento.

É preciso conhecer os tipos de gorduras e entender qual gordura engorda e qual não engorda. “Os alimentos ricos em gordura de boa qualidade – ovos, azeite, abacate, óleo de coco, óleo de linhaça, salmão, entre outros – aumentam a sensação de saciedade, bem-estar e ainda podem ajudar na queima de gordura”, afirma o nutrólogo.

A gordura que deve ser evitada são as gorduras trans encontradas em biscoitos, bolachas, doces, sorvetes, chocolates com gordura vegetal, óleos vegetais, etc. O próprio carboidrato, quando consumido em excesso, é transformado em glicose (açúcar) e armazenado em forma de gordura corporal. É mais fácil acumular gordura consumindo carboidratos do que pelo consumo de gorduras boas.

Quer perder peso? Faça uma mudança no cardápio seguindo a seguinte proporção: 70% de legumes e hortaliças, uma porção de proteína (indicada para o seu objetivo de emagrecer ou ganhar massa muscular), mais gordura natural dos alimentos (banha de porco, ovos, carnes, queijos etc.) e, por fim, deixe frutas, doces e outros alimentos fora da sua rotina.

O segredo do emagrecimento é buscar aquele que não só diminua o número na balança, mas sim ofereça mais qualidade de vida e saúde. Busque escolher os alimentos de forma inteligente e que estejam de encontro aos seus objetivos. Dedicação, boas escolhas, exercício físico e um acompanhamento certo com um especialista no assunto trarão resultados de maneira simples e natural.

 

 




Continue Lendo
Você pode gostar...
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Mais em Saúde

To Top